Terça, 25 de Junho de 2024
Lazer MÚSICA NO PRATO

Encontro entre música e gastronomia movimenta o Centro Cultural Martim Cererê

Músico Mário Broder (RJ) é a grande atração da noite

06/05/2024 às 14h56 Atualizada em 14/05/2024 às 10h19
Por: Marcela Guimarães
Compartilhe:
Músico Mário Broder (RJ) é a grande atração da noite
Músico Mário Broder (RJ) é a grande atração da noite

Maio/2024. Inspirado pela canção "Comida", da banda Titãs, o evento "Música no Prato" propõe uma fusão inédita entre gastronomia e música brasileira, destacando-se como uma iniciativa pioneira na celebração da cultura, arte e economia criativa. O encontro acontece no dia 11/05 (sábado), das 12h às 22h, no Centro Cultural Martim Cererê (Setor Sul, Goiânia/GO), e a ação integra o projeto Dinamização Martim Cererê, que visa, além do entretenimento, o fortalecimento e o diálogo entre diferentes expressões culturais. Os ingressos custarão R$ 60 e R$ 30. O “Festival Música no Prato”, é realizado com recursos do Programa Goyazes do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Cultura.

Com apenas 1.000 ingressos à venda, o Música no Prato terá um formato diferenciado. Ao longo do dia, o público terá a oportunidade de experimentar uma variedade de pratos, todos eles dispostos em três estações de alimentação, sendo que cada estação fará homenagem a um artista da música brasileira. Os temas dessas estações serão: Música no Prato; Botecos e Biroscas; e Mafuá. Segundo os organizadores, a limitação de ingressos foi pensada justamente para proporcionar uma experiência confortável ao público presente.

 A trilha sonora do evento ficará à cargo de cinco DJ’s locais (DJ Mucio; DJ Cássia; DJ Gabi Matos; ⁠DJ Pri Loyola e DJ Will), e uma atração nacional, o músico multi-instrumentista Mário Broder, do Rio de Janeiro/RJ.

Wellington Dias é um dos organizadores do Festival, e sobre a importância do evento o produtor comenta: “Comida, diversão e arte são os pilares deste encontro único, mas o "Música no Prato" eleva essa experiência da degustação e audição, ao oferecer não apenas comida e música, mas um espetáculo que satisfaz os sentidos, através de uma programação artística bem elaborada, que se integra às descobertas do paladar do público presente. Nosso Festival promete se tornar um marco na agenda cultural de Goiânia, justamente por valorizar duas formas de manifestação cultural, presentes nas casas de todos os brasileiros: a música e a comida nacional. O que queremos é proporcionar uma ambiência de troca, de fomento à cultura culinária da cidade, mas também uma nova apreciação musical, de nossos DJs e do convidado especial, o cantor, compositor e ator, Mário Broder.”

Um Festival para fomentar a formação de novos profissionais

Além da música e da gastronomia, o evento terá um forte componente educacional, com a inclusão de estagiários de gastronomia, selecionados através de parcerias com instituições de ensino locais. Esses estudantes terão a oportunidade de aplicar seus conhecimentos na prática, sob a tutela de chefs experientes, garantindo assim uma valiosa experiência profissional. No contato direto com a comunidade, os estudantes de Gastronomia têm a oportunidade de aprofundar o conhecimento e exercitar sua prática profissional.

Sobre Mário Broder, o músico convidado

Cantor. Compositor. Ator. Multi-instrumentista (piano, violão, bandolim, gaita, berimbau, scratch e percussão). Foi criado no bairro Jabour, em Bangu, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde conviveu com o músico Hermeto Paschoal. Aos seis anos de idade ganhou uma flauta de seu pai. Apesar de autodidata, chegou a frequentar a Escola de Música Villa-Lobos.

A partir de 2000 integrou, como vocalista, o grupo Funk’n’Lata, até ser convidado para integrar o grupo Farofa Carioca no ano de 2004, substituindo o cantor e compositor Seu Jorge, banda também integrada por Carlos Moura (trombone), Sérgio Granha (baixo), Wellington Coelho (percussão), Valmir Ribeiro (cavaquinho) e Sandro Márcio (percussão).

No ano de 2006 interpretou o papel do sambista Wilson Batista no filme “Noel-Poeta da Vila”, de Ricardo van Steen. Dois anos depois, em 2008, integrando como cantor o grupo Farofa Carioca, lançou o CD “Tudo de ensaio”. No disco, com sete das 11 faixas compostas por Gabriel Moura, foram incluídas “Samba rock”; “Rio batucada”; “Pare e pense”; “Rap do negão”; “Trem de mais um dia”; “Pra que vou recordar o que chorei” (Carlos Dafé) e “Feira de Acari”, de MC Batata, entre outras.

Integrou a orquestra de percussão Lascamão, ao lado de Robertinho Silva, Carlos Negreiros, Marcos Esguleba, Pedro Lima, Orlando Costa, Guto Goffi e Analimar Ventapane, com a qual lançou, em 2011, o CD “Lascamão”, cujo show de lançamento foi realizado no Teatro Rival, no Rio de Janeiro.

No ano de 2013, com o grupo Farofa Carioca, lançou o DVD “Ao vivo na Lapa”. Neste mesmo ano, pelo selo Urca Music em parceria com a Warner Music, lançou o seu primeiro CD solo intitulado “Balanço diferente”, com produção musical e arranjos em parceria com Eduardo Chermont, no qual interpretou as composições autorais, com participação especial de Elza Soares. 

No ano de 2017, ao violão e em dueto com o cavaquinista e cantor Valmir Ribeiro, apresentou o talk-show “Mario Broder & Valmir Ribeiro”, no palco do Centro de Convivência Milton Nascimento, na Casa Com a Música, na Lapa, centro do Rio de Janeiro.

Comida e música nos jardins do Martim Cererê

“Você tem sede de quê? Você tem fome de quê? A gente não quer só comida. A gente quer comida, diversão e arte” (Titãs)

A história do Martim Cererê remonta ao início da década de 80, quando foi fundado como uma casa de espetáculos e espaço de manifestações culturais. Seu nome é uma homenagem ao livro "Martim Cererê" do escritor Cassiano Ricardo.

Além dos teatros Yguá e Pyguá, um bar e os jardins também são espaços destinados às programações ao ar livre. Por isso o Música no Prato propõe a ocupação deste lugar, de circularidade e socialização do que pode ocorrer do lado de fora das salas de espetáculo. E como comida e arte estão intrinsecamente misturados, queremos evidenciar ainda mais essa relação.  

Atualmente, o Centro Cultural Martim Cererê é reconhecido como um espaço de vanguarda e experimentação artística em Goiânia. Um ambiente propício para a troca de experiências e o surgimento de novos talentos. Nele, celebra-se, sobretudo, a diversidade. E é isso que o esse evento também propõe. A inovação através das obras gastronômicas e musicais que são vanguarda e tradição. 

O Festival “Música no Prato” faz parte da programação oficial da “Dinamização do Martim Cererê”, realizado pela Fluir Experiências e este projeto foi contemplado pelo EDITAL Nº 18/2023 - LEI PAULO GUSTAVO – OCUPA GOIÁS, da Lei Federal Paulo Gustavo".

SERVIÇO: Festival “Música no Prato”

Data: 11 de maio de 2024 (sábado)

Horário: 12h às 22h

Local: Centro Cultural Martim Cererê

Valor do ingresso: R$60,00 | R$30,00

Link ingressos: https://www.sympla.com.br/evento/festival-musica-no-prato/2393562?_gl=1*hpvu1x*_ga*MjA4MzM0NTAxMS4xNzExMTQ0NzE0*_ga_KXH10SQTZF*MTcxMTE0NDcxMy4xLjEuMTcxMTE0NTYzNi41Ni4wLjMwODYzMTI5OA&share_id=copiarlink

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias